Paróquia Santa Rita de Cassia (1965-2015) – 50 Anos Evangelizando

“Senhor, que com a força da tua luz e da tua graça, sejamos fieis ao nosso Batismo, anunciadores da tua Palavra e vivamos de coração aberto para acolher os nossos irmãos, principalmente os mais necessitados. Amém”.

 A paróquia Santa Rita de Cassia de Tapauá foi fundada a 1º de Maio de 1965 e estabelecida canonicamente aos nove dias do referido mês, como homenagem memorial ao Concilio Ecumênico Vaticano II e marco histórico do quadragésimo aniversario da ereção da Prelazia.

O primeiro vigário foi Frei Vitorio Cestaro e Frei Augusto Nowacki coadjutor.

Até 1965 Tapauá formava parte da paróquia de São Joao Batista de Canutama. Os freis, especialmente Frei Isidoro Irigoyen, vinham desde Canutama baixando o rio, visitando e atendendo as comunidades, “desobrigando”. Por isso até essa data certidões de batismo e casamento estão em Canutama.

Cabeça da caminhada

Muitos anos antes, no século XIX, a ideia era ter criado a paróquia em São Pedro de Arimá, com o nome de São João Batista de Arimá. Mas não deu certo pelo mau comportamento dos moradores daquele tempo. Por isso a paróquia foi implantada em Canutama.

Em 1955 foi criado o município de Tapauá. A sede ia ser primeiro na Foz de Tapauá, mas como é uma terra que alaga, decidiram construir a sede na Boca do Ipixuna. Dom José Alvarez, bispo da prelazia de Lábrea, tinha vontade de criar uma paróquia na Boca do Ipixuna. A paróquia foi criada dez anos depois do município, no dia 1º de Maio de 1965. Frei Vitório Cestaro já tinha vindo para colocar as bases. Uma casa que foi comprada de Henrique Cordeiro para morar os freis foi convertida em capela dedicada a Santa Rita.

Apostolado da Oraçao

Em 1964, com a madeira aparelhada e o dinheiro que lhes deram para construir a casa paroquial, os freis, compadecidos de centenas de crianças em idade escolar, preferiram construir uma escola para as crianças, a escola “Dom José Alvarez”. O prefeito Antônio Ferreira de Oliveira lhes permitiu residirem num quarto da Prefeitura Municipal (a atual Agência dos Correios), onde moraram durante dois anos.

Caminhada de ação de graças

Começou a catequese e foram fundadas a Associação dos Coroinhas, o Apostolado da Oração, a Pia União das Filhas de Maria e a Congregação Mariana.

A construção da igreja começou em 1963 num terreno doado pela administração de Daniel Albuquerque por Decreto nº 1 de 06 de março de 1963. O bispo Dom José Alvarez escreveu: “O povo de Tapauá, desejoso de possuir um belo templo contribuiu subindo tijolos, cimento e outros materiais pelo íngreme barranco, até o local da construção. Ainda, o mesmo povo, conduziu mais de dez mil latas de terra para preencher o enorme aterro da área interna da Igreja”. Durante os meses da construção a organização Cáritas contribuiu com grande quantidade de fubá, óleo de soja e leite que foi distribuído aos trabalhadores.

Com Aparecida

Em 1968, a igreja já estava sendo usada. Freis Eneas Berilli serviu como um dos principais pedreiros na obra.

Os primeiros sacerdotes agostinianos recoletos que ficaram morando em Tapauá foram Frei Vitório Cestaro (1963-1970), Frei Augusto Novacki(1964-1965), Frei Eneas Berilli (1966-1969), Frei Pedro Arrieta (1967-1968). Eles iniciaram a construção da igreja matriz, com apoio da população, doações e Vitorino Marques, considerado o “padrinho da paróquia”, que trazia na sua balsa mais de cento e vinte toneladas de materiais para a construção.

Centro Esperança

No ano 1970 chegaram Frei Miguel Angel Gonzalez, Frei Francisco Piérola, Frei Jesus Moraza; depois Frei Saturnino Fernandez, Frei Ercio Fiorini e Frei Ricardo Cornwall.

Durante muitos anos os sacerdotes faziam desobrigas nos seringais, que estavam muito povoados de famílias.

Lar do Adolescente e Criança Irmã Rosa

Em 1974 chegaram os Irmaos Maristas, José Lot, Demetrio Hermann que deram um grande impulso à educação. Depois chegaram o irmão Zenovio Kocianski e Luiz Carlos Siena. Os irmãos maristas ficaram até 1988.

Com São João Batista

Foram-se organizando as famílias em comunidades, no interior e na cidade, para fazer cada vez mais firme a fé no Senhor e o amor entre os irmãos.

Em 1993 chegaram as Irmãs Oblatas da Assunção, que continuam trabalhando na paróquia e iniciando o projeto “Lacir” (Lar do Adolescente e Criança Irma Rosa) para acolher adolescentes e crianças com problemas de convivência familiares.

Pe Antônio de Canutama

No dia 1 de Maio de 2015, sete horas da manha celebrou-se a “Caminhada de ação de graças ao Pai”, que percorreu quase toda a cidade e na qual participou o bispo da Prelazia, Dom Jesus Moraza, uma multidão de fieis católicos, alguns pastores e fieis evangélicos. Foram transmitidas as orações e cantos desde a Rádio Educativa. De noite foi a celebração da Eucaristia na igreja matriz, na qual foram lembrados também os 90  anos de criação da prelazia de Lábrea. Mas a celebração dos “50 anos evangelizando” está programada durante todo o ano.

Dom Jesus

santa rita

Oraçao – “50 Anos Evangelizando”: “Obrigado, Pai do Céu, pelas graças derramadas durante estes 50 anos sobre as nossas famílias. Obrigado pela beleza e riqueza das nossas terras e rios. Jesus, Bom Pastor, cremos em Ti. Tu és o nosso Senhor e Salvador,o Caminho, a Verdade e a Vida. Com a força do Espirito Santo queremos permanecer fieis a Ti e como Santa Rita anunciar o Evangelho com a nossa vida. Amem.”

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

AJUDE
A PRELAZIA

X