23 de Julho de 2014

São Cristóvão, Rogai por Nós!

Publicado por

Aproximam-se as festas de São Cristóvão, o padroeiro dos motoristas. Diante do crescente número de acidentes fatais nas rodovias da região, lançam um claro alerta e fazem uma insistente convocação: é um perigo andar de carro! Muita atenção ao se colocar na pista!

As estatísticas são trágicas. Não passa semana sem morte no trânsito. A situação assumiu ares de calamidade.
A fé nos ensina que a primeira proteção que podemos invocar a Deus é assumir nossa responsabilidade pessoal, usar a prudência, evitar os riscos, redobrar os cuidados.
Tomadas estas precauções, ainda sobram diversas ponderações a fazer.

É forçoso reconhecer que as “festas regionais”, promovidas pelos municípios e turbinadas por concorrência de grandeza, estão descambando perigosamente para a devassidão, onde a perda da decência ignora não só os limites éticos, mas também os limites da bebida e da velocidade no trânsito. Desta situação para a morte trágica, muitas vezes, é questão de segundos.

Outro fator a ser levado em conta é o aumento galopante de carros, facilitado pelo financiamento, que possibilita a muita gente se ver dirigindo, sem ter ainda assimilado todos os reflexos que um bom motorista precisa ter. De tal modo que se tornam um perigo ambulante, a ameaçar sua vida e a dos outros também. Em muitas regiões do país ainda não se completou a passagem da montaria a cavalo e do carro de bois, para a civilização do automóvel, incrementada agora pela avalanche de motos, cujos motoqueiros se acham acima de qualquer lei de trânsito ou limite de velocidade.

Tudo somado, resulta o trágico inventário de acidentes fatais, cuja lista está sempre em aberto para aguardar a próxima vítima.

Diante deste quadro preocupante, está na hora de uma salutar reação. E´ preciso fazer apelo às motivações da fé, à responsabilidade coletiva, e ao rigor da lei.

Vamos fazer da festa de São Cristóvão um apelo ao bom senso, um alerta aos motoristas, e uma convocação à responsabilidade de todos.
Está lançada a campanha. Cada um se sinta convocado a participar!

Trechos do artigo de Dom Luiz Demétrio Valentini
Bispo de Jales – SP

Fonte: CNBB

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *