20 de Dezembro de 2015

Quais são os “encontros de Misericórdia” que me aguardam neste dia?

Publicado por

A solenidade do Natal do Senhor se aproxima e assim, aqueles que “foram encontrados pela Ternura” rejubilam de alegria, pois o Senhor Misericordioso está no meio de nós. Ele nasceu entre os pobres, entre os pequenos (cf. Mq5,1-4) e assim, manifestou sua grandeza que se dá na simplicidade, no Mistério da Encarnação.

No evangelho deste 4º Domingo do Advento, contemplamos o encontro de Nossa Senhora com Santa Izabel (cf. Lc1, 39-45). Nesta comunhão de “ventres fecundados” na Alegria do Espírito “encontramos o Deus do Encontro”.

A humanidade se fez de surda, não quis escutar ao Sagrado que desceu para nos libertar. Vieram os patriarcas, os profetas… mas não foram escutados. Assim, quando poderíamos esperar o “castigo”, a Trindade, “resolveu” nos reencontrar na Pessoa do Filho. Agora, sem intermediadores, Deus mesmo, se reencontra com a humanidade.

No ventre de Izabel, pessoa idosa e estéril, temos a imagem da bondade de Deus que fecunda a humanidade cansada e envergonhada por causa de sua esterilidade. No ventre de Nossa Senhora, virgem e jovem, temos a imagem da doçura de Deus que vem acalentar a humanidade. Estes dois ventres “se tocam na força do Espírito”, a alegria se multiplica nesta manifestação da Misericórdia.

Este encontro nos remete também ao Encontro da Cruz, no cumprimento da Vontade de Deus (cf. Hb10,5-10). As crianças que agora se rejubilam nas águas maternais se rejubilaram também nas águas das lágrimas do “abandono espiritual”… nas águas que se tornaram sangue na entrega do martírio.

  • Como contemplamos em nossa vida hoje este encontro?
  • A alegria de Izabel me entusiasma?
  • O serviço de Nossa Senhora me ensina alguma coisa?
  • Eis que estou preparado para “nascer” e “dar a vida” na força do Espírito?
  • Quais são os “encontros de Misericórdia” que guardo em minha memória?
  • Quais são os “encontros de Misericórdia” que me aguardam neste dia?

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *