12 de Junho de 2015

Jesus na sua aventura de amor nos ensina a amar com um coração humano

Publicado por

A solenidade do Sagrado Coração de Jesus nos lança na aventura da fé e nos ensina a contemplar o “amor cordial” de Deus que não se cansa de amar, ainda mais agora que um Coração Humano bate no Coração da Trindade. A Encarnação do Verbo revela a rosto humano de Deus e assim nos apresenta o projeto do rosto divino do homem, assim aprendemos com João Paulo II.

A profecia de Oseias nos apresenta Deus em sua ternura que nos toma pela mão, se inclina até nós com gestos de misericórdia, enfim, se revela como alguém que ama na gratuidade. Como permanecer indiferente diante desta mensagem? Oxalá se tomássemos consciência desta cordialidade da Trindade manifestada na radicalidade na Encaração do Verbo.

Jesus é a fonte inesgotável de caridade que sacia toda sede existencial do ser humano. Ele é a nossa força e salvação. Em sua misericórdia podemos descansar, em seu amor podemos confiar. Feliz daquele que Nele reclina sua existência. Feliz quem se deixa amar e cuidar por Aquele que mesmo morto no altar da Cruz, nos saciou com “sangue e água”, Eucaristia e Batismo para a vida da Igreja.

“Enternurados” neste amor cordial do Cristo resta-nos somente o impulso missionário para anunciar, antes de tudo, a insondável graça de Deus. Como São Paulo nos inclinamos diante deste amor e o deixamos transformar nossa vida, ou seja, buscamos uma vida nova no Amado, como nos dizia Santa Teresa.

Homem Novo, Mulher Nova… eis o projeto. Jesus na sua aventura de amor nos ensina a amar com um coração humano. Mesmo quando este coração é rejeitado e ferido ele não cessa jamais de oferecer vida. Que bom seria se todos nós assumíssemos corajosamente a missão de oxigenar o mundo oferecendo-lhe corações mansos e humildes, portadores do banho batismal e da entrega eucarística.

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África padre.eder@hotmail.com

Os 11,1.3-4.8c-9 / Is 12,2-6 / Ef 3,8-12.14-19 / Jo 19,31-37

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *