10 de Outubro de 2015

A Sabedoria na escolha da pobreza

Publicado por

A vida é uma aventura fantástica, pois além de ser um dom de Deus,  ela é também uma construção humana. Portanto, na liturgia da Palavra deste dia temos a oportunidade de contemplar sua doce presença que nos motiva no discernimento das escolhas e assim, ele “nos ensina a bem contar os nossos dias e concede a sabedoria ao coração”.

Esta aventura se desenrola no silêncio da alma, que se inquieta e não se cansa de buscar. Ela ora e confia na Providência, ela suplica e alcança a Sabedoria.

A Sabedoria se torna ícone do próprio Deus que nos ensina ama-lo acima da saúde, acima da beleza. Em Cristo a Sabedoria se humilha e nos ama com um coração divino-humano.

O Evangelho nos ensina que sábio é o pobre em espírito. Sábio e alegre. Enquanto o religioso que apenas observa é rico e infeliz.

Observar a lei desde a juventude não realiza, amar sem medida rejuvenesce. Vender tudo e dar aos pobres é a pré condição para seguir ao Cristo, a Pobre Sabedoria. 

O cristão medíocre resta tranquilo na sua prece infecunda. O cristão pobre se inquieta e se alegra na recompensa,  a perseguição.

Se humanamente a proposta do Cristo apresenta-se como inatingível,  a graça de Deus torna tudo possível.

Venha viver na alegria,  deixe o peso das riquezas que desperdiçam as “energias de nossa juventude”.

Seja missionário do Reino, deixe cair pelo caminho tudo que pesa nos ombros e assim, com os ombros livres, seja os ombros do Bom Pastor para todos aqueles que ainda aguardam a ternura de Deus através de seu testemunho.

Uma leitura orante:

Mc10,17-30 / Sb7,7-11 / Sl89 / Hb 10,17-30

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *