Frei Santiago Sánchez, é ordenado bispo para servir à Prelazia de Lábrea

No domingo 5 de junho, às 10 horas da manhã, o arcebispo de Manaus (AM) Sérgio Eduardo Castriani, conferiu o grau do episcopado ao agostiniano recoleto Santiago Sánchez na catedral da Imaculada Conceição da capital amazonense. Dom Santiago vai servir ao povo de Deus na Prelazia de Lábrea. É o quarto agostiniano recoleto ordenado bispo para esse serviço desde 1925.

No domingo 5 de junho, o arcebispo de Manaus (AM), Sérgio Eduardo Castriani, presidiu a ordenação episcopal de Santiago Sánchez, agostiniano recoleto, quem vai presidir a Prelazia de Lábrea (Amazonas, Brasil).
Ordenante e ordenado estavam acompanhados por dez bispos agostinianos recoletos, o prior geral da Ordem dos Agostinianos Recoletos, quatro priores provinciais, dezenove agostinianos recoletos que trabalham nas comunidades da Província de São Nicolau de Tolentino no Brasil, uma grande representação das comunidades paroquiais de Tapauá, Canutama, Lábrea e Pauini, clero local e grande número de paroquianos da Paróquia de Santa Rita de Manaus, da qual Santiago era pároco até se fazer pública sua nomeação.

Chegada de familiares e membros da Família Agostiniana Recoleta em Manaus

Os religiosos da comunidade agostiniana recoleta de Manaus tinham semanas preparando a logística para essa celebração; primeiro com a confirmação de assistência dos convidados e sua acolhida no aeroporto; também na organização da hospedagem, para o que contou-se com a colaboração da arquidiocese de Manaus que cedeu o Seminário São José da rua Maromba da capital amazonense para este fim.

À cidade chegaram os familiares do novo bispo: sua mãe, Lucía Sebastián, e seus irmãos Ana María e Fermín Sánchez Sebastián; assim como seus cunhados José Ignacio e Mariví e seus sobrinhos Javier, Pedro e Ana.
Até Manaus se deslocaram também quatro bispos agostinianos recoletos da Igreja brasileira: o predecessor de Santiago na Igreja labrense, Jesús Moraza; Francisco Javier Hernández, bispo de Tianguá (CE); Joaquín Pertíñez, bispo de Rio Branco (AC); e Jesús María Cizaurre, bispo de Cametá (PA).
Outros bispos agostinianos recoletos acompanharam presencialmente a celebração. Desde o Perú chegaram Emiliano Cisneros, bispo de Chachapoyas e Carmelo Martínez de Cajamarca; dos Estados Unidos, David Arias, bispo emérito de New Jersey; do México, Carlos Briseño, bispo auxiliar da arquidiocese do México; de Costa Rica, Ángel San Casimiro, bispo de Alajuela; e da Colômbia Héctor Javier Pizarro, bispo de Trinidad, Casanare.
O prior geral da Ordem dos Agostinianos Recoletos, Miguel Miró, esteve acompanhado de quatro priores provinciais: Albeiro Arenas (Candelária); John Michael Rafferty (Santo Agustinho); Nicolás Pérez-Aradros (Santa Rita); e Sergio Sánchez (São Nicolau de Tolentino, província à que pertence o novo bispo).

Das outras demarcações da Ordem estiveram presentes o vigário do México-Costa Rica da Província de São Nicolau de Tolentino, Francisco Javier Acero, e Julio Amezua, vigário do Brasil da Província de Santo Tomás de Vilanova; da Província de São José, o vigário do Perú, Ricardo Rebolleda, e Eddy Polo Ángeles, vigário da Venezuela; e o delegado da Costa Rica da Província de São Nicolau de Tolentino, Víctor González.

Da Prelazia de Lábrea foram todos os religiosos das comunidades de Pauiní, Lábrea e Tapauá; quatro religiosos da comunidade de Manaus, mais cinco das comunidades de Guaraciaba e Fortaleza (CE). Também houve representação das comunidades da Província de Santo Tomás de Vilanova no Brasil (Antonio Rabanal e Pedro Esparza) e um acompanhante do prior provincial da Candelária da Colômbia, Javier González.

Até a catedral de Manaus deslocaram-se grande número de fiéis da paróquia de Santa Rita da capital amazonense e alguns de Fortaleza (CE); em que ambos os lugares trabalhou durante anos o novo bispo; e de todas paróquias da Prelazia de Lábrea (Tapauá, Canutama, Lábrea e Pauini).

Catedral lotada e grande procissão de entrada

Na lotada catedral começou a celebração às 10 horas da manhã. A comunidade paroquial de santa Rita tinha preparado com dedicação e esmero a cerimônia, com menção especial para o coral da paróquia baixo direção do agostiniano recoleto Diego Armando Méndez.

A pausada procissão de entrada estava composta de uns trinta coroinhas e cinqüenta presbíteros, a metade deles agostinianos recoletos. O ordenando tinha junto de si ao prior geral da Ordem e ao prior provincial da Província de São Nicolau de Tolentino.

Fechavam a procissão o nutrido grupo de 18 bispos; ao consagrante principal e os dez recoletos já indicados tinham se adicionado outros bispos amazonenses e da Regional Norte I da CNBB, à qual pertence a Prelazia de Lábrea: os bispos auxiliares de Manaus (AM), Mário Antonio da Silva, Mário Pasqualotto (auxiliar emérito) e o recentemente eleito José Albuquerque de Araújo; o bispo emérito de Coarí (AM), Gutemberg Freire; o bispo emérito de Sao Gabriel da Cachoeira (AM), Walter Ivan de Azevedo; o bispo de Ji-Paraná (RO) e presidente da Regional, Bruno Pedron; e o bispo de Borba (AM), Elói Roggia.

73639

Apresentação de frei Santiago para a Ordenação

Terminada a proclamação da Palavra, Sergio Sánchez, prior provincial da Província de São Nicolau de Tolentino da Ordem dos Agostinianos Recoletos, apresentou Santiago Sánchez para o ministério episcopal; o prior geral, Miguel Miró, leu a bula apostólica da Santa Sé.

A apresentação fazia-se perante Sérgio Eduardo Castriani como consagrante principal e os bispos recoletos Francisco Javier Hernández, Joaquín Pertíñez e Jesús Moraza como co-consagrantes.

O povo acompanhou com entusiasmo e alegria cada um dos momentos do rito de sagração. Lucía Sebastián, mãe do novo bispo, entregou o anel episcopal; sua irmã Ana María, junto ao esposo dela, Ignacio, apresentaram a mitra; e seu irmão Fermín junto à esposa dele Mariví levaram o báculo. Os três sobrinhos apresentaram as oferendas.

73627

Já consagrado como novo bispo, Santiago recebeu os primeiros parabéns de sua mãe e, após ela, dos bispos presentes, o clero e todo o povo de Deus. Para isso percorreu o templo da catedral para dar sua primeira benção, por enquanto a assembleia cantava com alegria o Te Deum.

IMG-20160605-WA0000

O agradecimento do novo bispo foi extenso e sentido. Fez memória de sua vida e pediu aos fiéis que apoiassem o desempenho de sua nova missão com a oração. Também se dirigiram a todos para agradecer e parabenizar ao novo bispo seu predecessor na Prelazia de Lábrea, Jesús Moraza, e o bispo de Río Branco, Joaquín Pertíñez.

73641

73619

Especialmente emotivo foi o momento em que foi lembrado que 25 anos antes, e nesse mesmo local, se viveu com alegria a sagração episcopal de Francisco Javier Hernández, agostiniano recoleto, até aquele momento pároco da Paróquia de Santa Rita de Manaus e nomeado bispo de Tianguá (CE). A história voltava a se repetir um quarto de século depois ao chamar novamente o Papa para o serviço do episcopado a um pároco de Santa Rita.

IMG-20160605-WA0003
Uma comida de celebração e irmandade uniu à Família Agostiniana Recoleta, à família do novo bispo, aos bispos participantes e aos fiéis presentes.
A ordenação foi transmitida ao vivo pela emissora local de televisão Amazon Sat.

FONTE: http://www.agostinianosrecoletos.org/

 

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

AJUDE
A PRELAZIA

X