Degustar a graça da Trindade em nós

E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo,
que Deus concedeu àqueles que lhe obedecem

Oh Pai de Misericórdia, tua ternura maternal é um sopro de vida em nós. Teus encantos são sentidos e degustados pelas almas que te anseiam, que por Ti são buscadas numa extasiante odisseia de compaixão: Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, pois cuidastes dos desobedientes numa fidelidade que é própria somente a Ti.

‘O Cordeiro imolado é digno de receber
o poder, a riqueza, a sabedoria e a força,
a honra, a glória e o louvor’.

Senhor Jesus, em teu peito bate um coração onde a humanidade contempla ainda o toque encarnado, amado, doado, perseguido, transpassado. Este coração compassivo é nossa fonte de misericórdia. É nele que ofertamos nossos medos e angustias, é nele que celebramos nossas alegrias e conquistas. Oh Senhor, acalme o mar de nossa história, pacifique as ondas das revoltas existenciais e aceite os poucos frutos de nossa pesca.

‘Senhor, tu sabes tudo;
tu sabes que eu te amo’.

Espírito Santo de Amor habite nosso ser, contagie nossa existência, acalente nossas mágoas, sustente nossas promessas e alianças. Seja o amor em nós, transmita a cura por nossas mãos, seja conforto através do nosso colo, sustente com os nossos ombros. Que o “nosso cansaço a outros descansem”. Dai-nos somente, degustar a graça da Trindade em nós e, seremos felizes.

 

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África – [email protected]

Uma leitura orante

1ª Leitura – At 5,27b-32.40b-41

Salmo – Sl 29,2.4.5-6.11.12a.13b(R.2a)

Salmo – AP 5,11-14

Evangelho – Jo 21,1-19

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

AJUDE
A PRELAZIA

X