Como é bom encontrar em ti o abrigo necessário.

Senhor de Amor e de Bondade, repletos de confiança em tua Misericórdia, iniciamos nossa caminhada quaresmal, na firme esperança de seguir os passos de teu Filho, Nosso Senhor. Estes quarentas dias representam uma vida consagrada, um passo dado, um amor derramado. Com Teu Filho seguimos ao deserto, na certeza que, através do Espírito, Ele nos falará ao Coração.

Oh Senhor, como é bom estar contigo, como é bom encontrar em ti o abrigo necessário. Tu és o nosso oásis, do Coração do Teu Filho bebemos a Água Viva do Espírito que nos sustenta dos tempos de aridez e solidão.

As cinzas que tocam minha fronte são sinais da minha pobreza, da minha limitação e muito mais, do meu desejo de renascer em Ti. Por isso Senhor, faça da minha vida uma caridade silenciosa, uma oração escondida, um jejum alegre.

Que as águas do Batismo façam brotar em meus olhos as águas das lágrimas da penitência, do arrependimento. Ensinai-me a rasgar o coração, para assim, ser misericordioso. Que a alegria de ser salvo em Teu Filho restaure minhas forças endireite meus passos.

Neste tempo favorável Senhor, enviai o Teu Espírito de Amor, pois com Ele quero estar, Nele quero me consagrar. Nele quero me irmanar com toda a obra da Criação e assim, assumir um nova missão: “Casa Comum, nossa responsabilidade” – “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”. (Am 5.24)

Por pe. Éder Carvalho Assunção – Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África

Uma leitura orante da Liturgia da Palavra

Mt 6,1-6.16-18 / Jl 2,12-18 / Sl 50 / 2Cor 5,20-21.6,1-2

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

AJUDE
A PRELAZIA

X