Cabe a nós respondermos com compromissos claros e objetivos.

 

Zaqueu tinha tudo e não tinha nada, algo o inquietava, ele procurou, buscou, subiu e foi além, porém, este que queria ver foi antes de tudo enxergado e amado, e mais, foi chamado pelo próprio nome. Convidado a seu próprio lar, ali ele encontrou o sentido de sua existência. O amor gratuito tudo transforma. Neste encontro a conversão se expressa no compromisso: reparação e partilha.

Aqui encontramos um testemunho de uma vida restaurada no amor Daquele que nos enxerga e nos ama desde toda a eternidade. Caídos sob os pesos das nossas inconstâncias encontramos neste “Amigo da Vida” um mar de bondade, um oceano de criatividade, um planeta água de misericórdia.

Neste abraço de ternura contemplamos a dignidade da nossa vocação e o amor pela missão.

Às vezes nos encontramos na mesma situação, temos tudo e não temos nada, solitários em meio à multidão, pobres em meio às riquezas, como ir além, e subir nas figueiras de nossa história? O primeiro passo é o reconhecimento que uma experiência fundante ainda pode encontrar espaço em minha vida e não ter medo de ousar. Realizar a missão de entrar na minha própria casa, ou seja, na minha própria história, porém, acompanhada com o Amigo da Vida, Jesus de Nazaré, que nem sempre encontrou espaço no meu lar existencial.

Uma vez abertas as portas de nossa história, é Cristo na ação do seu Espírito que percorre todos os cômodos e compartilha conosco as dores e alegrias. A salvação entre em nossa casa e Cristo em sua bondade nos dirá uma palavra de Vida e em seguida, como Zaqueu, cabe a nós respondermos com compromissos claros e objetivos. Não se esqueça que a figueira é um dos símbolos da religião de Israel e Cristo nos convida a descer desta figueira, pois ele deseja fazer conosco um caminho pelos nossos “castelos interiores”, pena que muitos preferem ficar em cima da religião sem tocar o chão da própria história.

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]

Uma leitura orante

1ª Leitura – Sb 11,22 – 12,2

Salmo – Sl 144,1-2.8-9.10-11.13cd-14 (R.cf.1)

2ª Leitura – 2Ts 1,11 – 2,2

Evangelho – Lc 19,1-10

 

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

AJUDE
A PRELAZIA

X